Links informativos

Visitar Lavras do Sul é se surpreender com um jeito peculiar e simples de levar a vida. Muitas vezes se diz que Lavras do Sul é uma grande família, por conta de sua hospitalidade entre os habitantes e para com os visitantes. Mesmo com seu tamanho de pequeno porte, possui atrações e eventos que atraem pessoas de diversos lugares e de todos os estilos, em todas as épocas do ano. Conhecendo Lavras do Sul, tu irás te surpreender. ///// Localizado na mesorregião do Sudoeste Rio-grandense e na microrregião da Campanha Meridional, a 320 quilômetros via rodoviária da Capital do Estado do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, o município de Lavras do Sul foi fundado em 9 de maio de 1882, emancipando-se de Caçapava do Sul. É o único município gaúcho com origem na mineração e na extração do ouro, mineral outrora abundante na região. Segundo dados do Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2010, a população era de 7.679 habitantes. Seu território se estende por 2.600 km² e, as Coordenadas Geográficas da zona urbana são 30° 48' 41” S, 53° 54' 02” O. Divide-se em dois distritos: Sede (a leste) e Ibaré (a oeste).

Mostrando postagens com marcador Caminhos do Pampa. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Caminhos do Pampa. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 1 de abril de 2019

CAMINHOS DO PAMPA: Serviços de Manutenção serão realizados pelo DNIT nesta semana na BR-290











DNIT realiza serviços de manutenção na BR 290 nesta semana. Os serviços serão executados entre os quilômetros 112,3 e 317,3





A Superintendência Regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes no Rio Grande do Sul (DNIT/RS) - por meio da Unidade Local de São Leopoldo - informa a realização serviços de manutenção na BR-290/RS.





Os locais contam com sinalização, visando à segurança e orientação aos usuários. Os trabalhos serão executados de segunda-feira, 1º, até sábado, 6, das 7h às 17 horas. 





Confira a programação dos trechos com serviços a seguir:





 • km 317 a km 289 (CACHOEIRA DO SUL) - Micro revestimento asfáltico  em ambos os sentidos Capital/Interior e Interior/Capital.


 • km 317 a km 289 (CACHOEIRA DO SUL) - Fresagem e Recomposição do asfalto  em ambos os sentidos Capital/Interior e  Interior/Capital.


 • km 194 a km 215 (PANTANO GRANDE) - Correção de Defeitos na Pista em ambos os sentidos Capital/Interior e Interior/Capital.


 • km 113 a km 129 (ELDORADO DO SUL) - Remendo profundo e Recomposição do asfalto  em ambos os sentidos Capital/Interior e Interior/Capital.





Fonte: DNIT/RS / Publicado no Portal Farrapo.





quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019

INFRAESTRUTURA: Solicitação de patrolagem em estrada do Interior de Lavras do Sul

Munícipes solicitam com urgência a patrolagem da estrada que dá acesso ao Passo dos Carros e Rincão dos Encerrados, na Zona Rural de Lavras do Sul.



Fotos de internauta


quinta-feira, 31 de janeiro de 2019

CAMINHOS DO PAMPA: Condições de rodovias de acesso a Lavras do Sul



Condições do trajeto via rodoviária entre Porto Alegre / Lavras do Sul

Quem vai da Região Metropolitana de Porto Alegre até Lavras do Sul deve usar a Ponte Móvel do Guaíba, a BR-290, a BR-392 e a ERS-357. No km 334 da BR-290, há um entroncamento, mas não há indicação de placa para Lavras do Sul; assim, se deve dobrar na última saída à direita, após o viaduto, entrando na BR-392. Em Caçapava do Sul, seguindo as placas de sinalização, se chega à ERS-357, com mais 61 quilômetros até chegar em Lavras do Sul.

Quanto às condições do asfalto, boa parte do trajeto está irregular, sendo recomendado viajar com calma, sem pressa. Em dezembro de 2018, a av. Lima e Silva, em Caçapava do Sul, ponto de passagem entre os dois municípios, recebeu melhorias e recapeamento.


Condições do trajeto via rodoviária entre Lavras do Sul / Bagé  (ou Bagé / Lavras do Sul / São Gabriel)

Problema histórico e que dura há várias décadas, a tão reivindicada pavimentação da RSC-473 é um dos maiores problemas de infraestrutura da Região da Campanha. 

Não pretendemos interferir na decisão de nenhum motorista, mas recomendamos evitar utilizar rodovia em dias de chuva, por conta das condições precárias e da formação de lama e barro no seu trajeto. Nos dias de sol, até é possível andar pelo trajeto, porém deve ser ter muita calma ao trafegar. Em último caso, fazer a volta em Caçapava do Sul e ir pela BR-153 é mais cansativo, mas mais seguro.

No entanto, torcemos para que haja uma posição e mobilização dos governantes para que esta obra seja concluída. Em 2012, os trabalhos foram iniciados porém interrompidos.

Para São Gabriel, também se considera o dito acima, com trechos de difícil acesso e trafegabilidade.

Dados de 31 de janeiro de 2019. Havendo alterações ou incorreções, comunique o editor deste blog.

sexta-feira, 9 de novembro de 2018

PAMPA GAÚCHO: Azeite produzido na região é comercializado em Caçapava do Sul

Visitamos a loja dos azeites Prosperato, na BR-290, km 328, na Vila Progresso, em Caçapava do Sul. Os azeites do Pampa Gaúcho são reconhecidos internacionalmente. Segundo as atendentes do estabelecimento, a loja já funciona há três anos e comercializa produtos como queijos de ovelha, bombons, vinhos e os azeites produzidos no Pampa, entre outros.





TURISMO: Dicas para uma viagem a Lavras do Sul e/ou Pampa Gaúcho

A passagem de ônibus, em novembro de 2017, dependendo da origem de quem vai a Lavras, varia entre R$ 20 e R$ 100. Recomenda-se comprar as passagens com antecedência, embora na maior parte dos dias é possível comprar a passagem momentos antes da viagem devido ao movimento reduzido de passageiros. Na parada em Caçapava do Sul, o movimento de passageiros tem grande redução. Para os períodos de Natal, Ano Novo, Férias e Carnaval, a procura é muito maior e às vezes são disponibilizados ônibus extras.

A viagem desde Porto Alegre dura entre 3h55min e 4h30min (de carro) e entre 4h45min e 5h (de ônibus), totalizando 320 km em três rodovias: BR-290, BR-392 e ERS-357. Em 2018, com o fim da concessão da Concepa, que administrava a FreeWay (entre Eldorado do Sul e Osório), o pedágio de Eldorado não realiza mais cobrança.

É bom preparar o bolso para a gasolina, que em vários locais do Pampa Gaúcho estão com preços elevados (em novembro de 2018, o litro está acima dos R$ 5). Na viagem, há cinco paradas de referência (Posto Paradouro IV e Posto Raabelândia, em Pantano Grande; Posto Papagaio, em Cachoeira do Sul; Posto Laranjeiras, no caminho entre Cachoeira do Sul e Caçapava do Sul; e Posto da Fonte, próximo à saída para Bagé e o último em funcionamento no trajeto antes desta cidade).

Para chegar em Lavras do Sul, é necessário dobrar à direita após o viaduto do km 334 da BR-290 e depois seguir 15 quilômetros pela BR-392 até Caçapava do Sul, onde há as placas indicativas para Lavras do Sul na zona urbana. Sugerimos visitar também esse município, que assim como Lavras, tem grande potencial de geodiversidade e uma população de 35 mil habitantes. Segundo o blog Caminhos do Sul da América, da caçapavana Lislair Leão Marques, o entroncamento é estratégico para o acesso a várias regiões do ConeSul.

Os turistas e visitantes de origem em Bagé vão em grande número para Lavras no verão, dividindo a preferência com a Praia do Cassino, em Rio Grande. Muitos caçapavanos também aproveitam as férias na Praia do Paredão (Camping Municipal).

Sempre é bom verificar a situação das estadas: a BR-290 recebeu recuperações em alguns trechos, mas em outros apresenta irregularidades. O mesmo acontece com quem vem de São Gabriel ou de São Sepé. Vindo de Bagé através da RSC-473 e do trecho não pavimentado da ERS-357, são 68 km de um total de 81 em estrada de chão, sempre em condições instáveis. A Avenida Lima e Silva, na saída de Caçapava do Sul para Lavras do Sul está, em novembro de 2018, em reformas.

APÓS CHEGAR EM LAVRAS:

* Lavras do Sul é uma das poucas cidades gaúchas em que as pessoas cumprimentam os pedestres mesmo sem conhecê-los. O sugerido neste caso é retribuir a saudação.
* O lavrense costuma almoçar entre 11h30 e 13h30min; após este horário há poucos restaurantes abertos. O comércio para ao meio-dia e reabre às 14h.
* A Internet funciona em Lavras, porém com algumas possíveis instabilidades das operadoras. Afora isso, o funcionamento é quase constante na cidade.
* Lavras do Sul sempre surpreende na questão do clima: recomenda-se (inclusive no verão) levar um casaquinho ou uma blusa. Na maior parte da noite faz um temperatura mais amena.
* Em caso de caminhadas à pé, vá devagar nas lombas (ladeiras): a sede de Lavras do Sul tem muitas ondulações e alguns bairros estão em regiões mais elevadas que outras. Do centro à Praia do Paredão são duas descidas por lombas e duas menos íngremes.
* A voltagem elétrica de Lavras do Sul é de 220 volts.
* Para emergências nas estradas, o telefone da Polícia Rodoviária Federal é 191.


sexta-feira, 22 de junho de 2018

CAMINHOS DO PAMPA: DNIT realiza manutenção na BR 290 até o dia 1°/07


O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes no Rio Grande do Sul (DNIT/RS) realiza serviços de manutenção na BR 290. Os locais contam com sinalização, visando a segurança aos usuários.

Os trabalhos são executados de segunda-feira (25/06) a domingo (01/07), das 07:00hs as 17:00hs. Em caso de chuva as atividades poderão ser suspensas. Confira a programação dos trechos com serviços a seguir: 

BR-290

-km 112 ao km 317 (Eldorado do Sul a Caçapava do Sul) - Operação tapa buraco em ambos os sentidos (capital-interior / interior-capital).

- km 309 a 295 (Caçapava do Sul a Cachoeira do Sul) - Capina, limpeza de sarjeta e meio fio nas laterais e canteiros centrais em ambos os sentidos (capital-interior / interior-capital).

- km 112 ao km 200 ( Eldorado do Sul a Pantano Grande) - Roçada nas laterais e canteiros centrais em ambos os sentidos (capital-interior / interior-capital).

- km 289 ao km 313 (Caçapava do Sul) - Micro-revestimento asfáltico, em ambos os sentidos (capital-interior / interior-capital).

- km 243 Ponte sobre o Rio das Palmas (Cachoeira do Sul) - Bloqueio em meia pista para realização de manutenção. O local está sinalizado 24h para a segurança e orientação dos usuários.

FONTE DAS INFORMAÇÕESE DA IMAGEM: Farrapo / com informações do DNIT/RS


quarta-feira, 6 de junho de 2018

RSC-473: Seguem os problemas na rodovia

Perto de completar seis anos, o anúncio da obra da pavimentação da RSC-473 (Bagé/Lavras/São Gabriel), ainda não fez efeito, pois a via, muito utilizada pela população de ambas as cidades, sofre com suas condições de trafegabilidade precárias (e piores ainda em dias de chuva). Com a estrada intransitável, ocorrem engarrafamentos constantes.

Mais informações no site do Jornal Folha do Sul.

FOTO: Simone Fernandes Prestes (Facebook), segundo informações da escola de São Sebastião.


quarta-feira, 15 de novembro de 2017

PAMPA GAÚCHO: Carga de 847 toneladas, movimentada entre Pelotas e Candiota, é a maior em peso já circulada em rodovias federais no Brasil



A escolta da carga (um transformador) realizada pela Polícia Rodoviária Federal corresponde ao maior peso bruto total combinado já movimentado na história das rodovias federais brasileiras, totalizando 847 toneladas.

Para a realização da operação foi necessária a utilização de equipamento que distribuísse o peso sem danificar a rodovia ou pontes ao longo do trajeto. Assim, está sendo utilizado um veiculo especial que deixou o conjunto com 125 metros de comprimento e 5,80 metros de largura, ocupando parte da rodovia que foi sendo controlada pela PRF.

Além disso, estão sendo utilizados 4 caminhões-tratores fora de estrada para que se tenha capacidade suficiente para tracionar a composição. A previsão da velocidade de deslocamento é de 10 km/h.

A carga saiu de Pelotas com destino à Candiota às 6h da manhã do domingo (12). Estima-se que chegue ao destino em dois dias. Pela análise realizada e a velocidade de deslocamento deve parar em Pinheiro Machado, retornando as atividades no amanhecer de segunda-feira.

A escolta foi planejada a partir da análise das estruturas viárias ao longo do caminho, como pontes, viadutos, rotatórias e através de estudos técnicos que possibilitem a passagem da composição sem o comprometimento dessas estruturas, sendo considerada uma mega operação pelos envolvidos.

Duas viaturas da PRF estão envolvidas na operação, além de policiais especializados na fiscalização de cargas indivisíveis, que estão realizando as intervenções necessárias visando a garantia da segurança viária, bem como estruturais.

Nesse sentido, recomenda-se prudência aos usuários que trafegarem pela rodovia BR-293, próximo a Pinheiro Machado na manhã de segunda-feira (13), quando serão retomadas pela PRF as ações de intervenção para a conclusão da escolta.

sexta-feira, 27 de outubro de 2017

INFRAESTRUTURA: Acidente interrompe o trânsito na RSC-473 (27/10)

Acidente na RSC-473 no final da tarde desta sexta-feira (27/10) envolvendo um caminhão na estrada, perto de São Sebastião, interrompeu o transito. Os passageiros do ônibus que estava no congestionamento causado pelo acidente, tiveram que trocar de veículo para seguir viagem no sentido Bagé/Lavras. Todos os passageiros passam bem. Mais informações em breve.

FOTO: Maura Teixeira D'Ávila




terça-feira, 3 de outubro de 2017

INFRAESTRUTURA: Estrada na Zona Rural de Lavras do Sul com situação precária

A internauta Jane nos passa fotos da situação insuficiente das vias de acesso das Quatro Estradas, interior de Lavras do Sul. Os caminhões estão com dificuldades para trafegar na via e o tempo de duração para percorrer 20 km é de cerca de uma hora e meia.







sábado, 23 de setembro de 2017

INFRAESTRUTURA: Região das Quatro Estradas, Interior de Lavras do Sul, com estradas em condições insuficientes

Fotos de internauta do Panorama Lavrense mostra a Região das Quatro Estradas, interior do Município, com estradas em condições precárias. Solicita-se verificação de sua situação e reparos.





domingo, 25 de junho de 2017

INFRAESTRUTURA

Energia


A já centenária Ponte do Hilário (divisa Lavras/Caçapava) é a porta de entrada de Lavras do Sul com o resto do Brasil. Em 2016, ela encontra-se em reformas e limitações de capacidade de veículos, sendo proibida a passagens de caminhões bitrem. Recomenda-se trafegar devagar na ponte e um carro por vez. FONTE DA IMAGEM: Prefeitura de Lavras do Sul.


Luzes de Lavras do Sul (2013) - Foto: Anderson Fontoura Rodrigues


Lavras do Sul dispõe de vasta rede de energia elétrica. Até meados dos anos 1970, a energia elétrica funcionava de forma fracionada. Vinda da usina de Candiota, era desligada após a uma hora da manhã e religada no amanhecer, por conta de sua insuficiência de geração na época. Após mais investimentos nos polos energéticos da região, a partir dos anos 1980 houve a distribuição de energia elétrica para o Município durante as 24 horas do dia.

Nas últimas décadas, a zona rural passou a receber as vantagens e confortos da eletricidade. Em 2005, a localidade da Meia Lua foi beneficiada com a instalação de eletrificação rural, através do programa Luz Para Todos, do Governo Federal, dando a oportunidade de melhor utilização de recursos agropecuários para 85 famílias da localidade.

O município de Lavras é atendido pela Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE).

O potencial de energia eólica de Lavras do Sul é considerado um dos melhores do Estado, devido à grande circulação de ventos na região. Está em estudo a implantação, dentro de alguns anos, de um grande parque eólico, na localidade da Meia Lua, que deverá gerar desenvolvimento para Lavras do Sul e arredores.

Informações sobre o potencial eólico de Lavras do Sul e Pampa Gaúcho podem ser encontradas no Atlas Eólico do RS, para download.

Transportes

Rodovias

Depois de várias décadas com o acesso rodoviário a Caçapava e Porto Alegre sendo feito exclusivamente por estradas de chão, somente em 1990 este acesso foi asfaltado, após muita luta dos governos locais em relação ao Executivo Estadual. Todavia, a ligação com Bagé (continuação da ERS-357 e RSC-473) permanece sem asfalto. O asfaltamento dessas rodovias é um antigo sonho lavrense, pois possibilitaria um acesso mais rápido e econômico, uma melhoria do escoamento da produção agropecuária e de mineração e, assim, uma melhoria das condições de vida e de uma melhor integração com essa cidade, distante 81 km de Lavras, que é o maior centro urbano da região da Campanha, com cerca de 120 mil habitantes.

Lavras possui mais de 1.000 km de vias municipais. Para a Capital, as vias de acesso rodoviário a cidade são a RS-357, BR-392 e BR-290. Há linhas de ônibus todos os dias para cidades da região (Caçapava do Sul, Bagé, São Gabriel, Santa Maria e Cachoeira do Sul), bem como para a Capital do Estado. A estação rodoviária localiza-se no início da avenida Coronel Galvão, e abre em horários alternados.

Para a ligação do centro com o Uruguai (denominação local para o lado da cidade separado do centro pelo arroio Camaquã das Lavras), existem três pontes, apesar de uma delas ser considerada oficialmente apenas como um acesso. A maior ponte liga a avenida Coronel Galvão (próximo a Rodoviária) e a avenida Nove de Maio. Esta última é considerada a entrada oficial da cidade, com três pistas de paralelepípedos, embora muitos veículos optem por entrar ou sair da cidade por um acesso estreito, a dois quilômetros da entrada principal. Esse acesso é um pequeno trecho que passa junto ao cemitério e que foi calçado em 2015; as duas entradas têm ligação com a RS-357.

A ERS-357, denominada Rodovia João Francisco da Cunha Franco, é uma homenagem a um grande Tenente Coronel da região. Pela direção e sentido que ela percorre, é considerada uma rodovia diagonal. Liga a zona urbana de Caçapava do Sul ao entroncamento com a RSC-473 (em trecho de estrada de chão), passando pela sede municipal de Lavras do Sul. Sua extensão total é de 90 km (61 de asfalto e 29 por terra, em direção ao sul - Bagé). É a ligação fundamental de Lavras do Sul com o resto do Estado.

A rodovia é o principal acesso a Pedra do Segredo, um dos mais importantes pontos turísticos de Caçapava do Sul; percorre o Passo do Seival (uma depressão situada a cerca de 150 metros de altitude). A ERS-357 corta altitudes que variam entre 440 e 130 metros.

Foi pavimentada em 1990, após muita luta dos lavrenses e caçapavanos junto ao Executivo Estadual. Apresenta um movimento tranquilo de veículos, sem a ocorrência de congestionamentos. É administrada pelo Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (DAER).

Outras rodovias importantes: RSC – 473: recebe a ligação de chão da ERS-357, complementando o acesso de Lavras com Bagé (42 km). Faz ligação também com São Gabriel; ERS – 630: percorre a região do Fundo e se liga com as outras estradas principais e à sede municipal apenas por vias municipais; um dado importante: a RS-630 se torna intransitável, por causa do período mais intenso das chuvas, entre julho e agosto. Ela percorre o município na região do Segundo Distrito (Ibaré), ligando Dom Pedrito a São Gabriel, e é totalmente sem asfalto (de chão); Estradas municipais: acessos que fazem ligação com diversas localidades e vilas do território, todos de chão; o mais importante e com maior movimento é a estrada para Ibaré e São Gabriel (estrada da Meia Lua).

Hidrovias e aeroportos

Não há hidrovias, pelo fato de os rios e arroios serem pouco volumosos e apresentarem-se bastante encachoeirados e estreitos, sendo impróprios para a navegação. Em 1992, foi construído um pequeno aeroporto municipal, para aeronaves de pequeno porte, atualmente desativado e transformado em local para corridas de Veloterra, denominado localmente de “Aviação”, na saída para São Gabriel.

Ferrovias

Há uma ferrovia em Lavras, que faz parte da antiga Linha Cacequi-Marítima, que liga Cacequi ao porto do Rio Grande. Até aos anos 1990, havia a circulação de trens de passageiros na linha. Hoje, apenas trens de carga utilizam essa ferrovia. Em Lavras, há três estações ferroviárias, inauguradas por volta de 1900, mas que estão atualmente desativadas: Ibaré, João Câncio e Três Estradas. O trecho ferroviário lavrense tem cerca de 60 km.

Meios de Comunicação

A televisão, juntamente com o rádio e, mais recentemente, a internet, são os meios de comunicação mais utilizados pelos lavrenses nos dias de hoje.

Jornais

Ao longo do século XX, Lavras já teve diversos jornais em circulação, como O Garimpeiro, O Batovi, a Thesoura, O Lavrense, O Colibri, Quero-Quero, Tribuna do Povo, City Bar, Diário de Lavras e Ronda Lavrense. Atualmente, desde fevereiro de 2017, está em circulação o semanário Folha Lavrense, de Maurício Luongo e Raissa O. Vargas, que levas as informações de Lavras do Sul de forma impressa todas as quartas-feiras.

Rádio

A cidade possui seis rádios FM. A de maior audiência é a Pepita FM (89.7 MHz), que desde o dia 12 de junho de 2012 transmite ao vivo pela Internet. Fundada em 29 de agosto de 1987, é considerado o principal meio de comunicação genuinamente lavrense, transmitindo música e informação para a comunidade.

Outras rádios também foram implantadas na cidade, como por exemplo: a Lavras FM (97.5 MHz), especializada em músicas dos anos 80 e 90 e pop/rock; a Cidade FM (98.3 MHz), especializada em música popular (e que lançou seu site antes da Pepita, no início de 2012, porém, atualmente encontra-se desativado); a Local FM (101,7 MHz), que tem parceria com uma rede de rádios sediada em Brasília e também se especializou em música popular; a Conquista FM (104,1 MHz), de música popular e que foi a segunda rádio a ser fundada no Município, no final dos anos 1990; e a Rádio Sintonia Gospel (107,5 MHz), que entrou no ar em setembro de 2015 e é especializada em músicas religiosas e gospel.

Os serviços de alto-falantes foram as primeiras manifestações de rádio no Município, entre as décadas de 1940 e 1970. Radioamadores, sobretudo nas comunidades do interior, eram bastante utilizados, servindo de canais de comunicação entre as fazendas e os diferentes pontos do território lavrense. Desde o início dos anos 1980, os lavrenses lutavam para conquistar uma concessão de rádio FM. No dia 29 de agosto de 1987, foi fundada a primeira rádio FM comercial do Município: a Pepita FM, em atividade até os dias de hoje.

Televisão

As emissoras aberta sintonizadas em Lavras são: RBS TV Santa Maria (canal 8) e SBT RS (com o sinal de Porto Alegre - canal 13); a TV por assinatura também se faz presente, através da SKY, Claro TV e Oi TV. Lavras passou a contar com sinais de televisão em meados dos anos 1970.

Telefonia fixa

A empresa que provém, com exclusividade, serviços de telefonia fixa em Lavras do Sul é a Brasil Telecom. O código de área de Lavras é 55; Em 2006, estavam cadastrados 1 117 terminais telefônicos. A telefonia fixa existe na cidade desde os anos 1970. Com o grande avanço das telecomunicações ocorrido nas últimas décadas e a expansão do setor, hoje é possível fazer uma ligação telefônica de Lavras para qualquer lugar do mundo.

Telefonia celular

O telefone celular é outro elemento muito popular e fundamental na cidade: até mesmo pessoas de baixa renda possuem pelo menos um celular habilitado, ainda que seja pré-pago. As operadoras de telefonia móvel em atividade no Município são a Vivo, Claro e TIM.

Internet

A internet, em Lavras, pode ser acessada através de linha discada e banda larga, pelos provedores Farrapo e NetMax, de Caçapava do Sul, e pela Oi. No Ibaré, a Internet é provida pela New Life, de São Gabriel. Desde 2012, o 3G da Vivo é outra alternativa de acesso à rede. Um dos maiores fenômenos da comunicação lavrense nos últimos anos, sem dúvida, foi a popularização da internet.

Correios

Há uma agência dos Correios na rua Dr. João Bulcão, fazendo com que a cidade conte com serviço postal interligado com o Brasil e o Mundo. O distrito do Ibaré também conta com uma agência.
Os Códigos de Endereçamento Postal (CEPs) do Município são: Lavras do Sul (sede municipal): 97.390-000; e Ibaré: 97.395-970.

Saneamento básico

No ano 2000, segundo dados do IBGE, Lavras do Sul apresentava 2 444 economias (clientes) registrados, sendo que 2 171 eram residenciais, e 273, variados.

Ainda, segundo a mesma fonte, o Município tem 2 411 ligações de água, 898 delas contendo ligações com hidrômetro (aparelho que mede o consumo de água).

Em 1991 (segundo as Nações Unidas, a partir das pesquisas de desenvolvimento humano realizadas no Brasil), 74,6% da população lavrense tinha acesso a água; em 2000, o índice já alcançava 90,7%.
A rede distribuidora de água, no ano 2000, era de 32 km de extensão. O volume de água distribuído por dia é, segundo o IBGE (2000), de 1 402 m³ (metros cúbicos) por dia.

Na atualidade, mais famílias, tanto na zona urbana quanto na rural, estão tendo acesso ao abastecimento de água, graças aos constantes programas de extensão e abastecimento de água de diversas comunidades, realizados pela Prefeitura Municipal e pela Secretaria Municipal de Obras e Saneamento.

A água oferecida no Município é de boa qualidade e própria para consumo. A Companhia Estadual de Saneamento é a responsável pela distribuição de água em Lavras. Desde 15 de março de 2016, a gerente local da companhia é Alcione Lopes dos Santos. A Corsan de Lavras do Sul localiza-se na Rua Barão do Rio Branco, 299, telefone: (55) 3282 1347.

A coleta de lixo é realizada pelo menos três vezes por semana na zona urbana, onde 94,7% dos domicílios são atendidos. Em 1991, esse número era de 86,8%. Em 2010, novos caminhões para a coleta de lixo foram adquiridos pela Secretaria Municipal de Obras e Transportes.

DADOS DE INFRAESTRUTURA
DE LAVRAS DO SUL

Frota (IBGE, 2010)
* Automóveis: 1.321
* Caminhões: 72
* Caminhões-trator: 2
* Caminhonetes: 259
* Caminhonetas: 57
* Microônibus: 11
* Motocicleta: 369
* Motoneta: 10
* Ônibus: 20
* Utilitários: 20
* Outros: 56
* TOTAL: 2.186
Frota de veículos - por combustível (IBGE, 2010)
* Álcool: 112
* Álcool e Gasolina (Flex): 232
* Diesel: 184
* Gasolina: 1.547
* Outros: 55
Frota de veículos - por tipo de transporte (IBGE, 2010)
* Carga: 306
* Passageiros: 1.664
* Outros: 160
Terminais Telefônicos Fixos (FEE/RS, 2010)
* 1991: 269
* 1997: 477
* 2000: 1.012
* 2005: 1.198
* 2010: 953 (e mais 37 públicos)
Energia Elétrica - Consumo (em MWh) (FEE/RS, 2010)
* Comercial: 929
* Industrial: 82
* Outros: 4
* Residencial: 3.524
* Rural: 2.360
* Setor público: 1.047
* TOTAL: 7.946
Energia Elétrica - Número de consumidores (FEE/RS, 2010)
* Comercial: 200
* Industrial: 6
* Outros: 1
* Residencial: 2.545
* Rural: 856
* Setor público: 66
* TOTAL: 3.674

quinta-feira, 21 de julho de 2016

ERS 357: Equipes do DAER trabalham na Ponte do Hilário

O Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem -Daer- reforçou o número de funcionários para acelerar as obras na Ponte do Hilário que liga os municípios de Caçapava do Sul a Lavras do Sul. "Temos que respeitar os limites de velocidade, assim como os de carga", disse o Prefeito Alfredo Mauricio Borges, esclarecendo que a carga máxima é de 45 toneladas. Essa é uma obra emergencial porque a ponte tem 100 anos e a tecnologia atual evoluiu, os caminhões estão mais pesados. O trânsito será em apenas uma mão e em velocidade reduzida- 20km-. Foram colocados sinalizadores, tachões, e os usuários tem que cuidar da porta que liga o município com o resto do país.


(Fonte: Imprensa Gabinete / via Fan Page da Prefeitura de Lavras do Sul)


[gallery ids="19127,19126,19125"]

sexta-feira, 24 de junho de 2016

PAMPA GAÚCHO: O Corredor do Mercosul, em São Gabriel

Trecho conhecido como o Corredor do Mercosul (BR-290), em São Gabriel. A estrada é a principal ligação do Rio Grande do Sul com o resto do Brasil e os países vizinhos. Em vários trechos da sua extensão de 730 km entre Uruguaiana e Osório (no Litoral Norte), necessita manutenção e reparos. Ainda assim, a rodovia reserva imagens bem captadas, como na foto do jornalista Marcelo Ribeiro, do Blog Caderno 7, gentilmente cedida para o Panorama Lavrense.


13509107_10206128657725777_80594657905497244_n


INFRAESTRUTURA: Obras de reparo na Ponte do Hilário poderão ser iniciadas em breve

[caption id="attachment_18769" align="alignnone" width="2048"]FOTO: Arquivo / Panorama Lavrense FOTO: Arquivo / Panorama Lavrense[/caption]

O Secretario Estadual de Transportes, Pedro Westphalen, se comprometeu com o Prefeito de Lavras do Sul, Alfredo Mauricio Borges, no último dia 21, em Porto Alegre, que na segunda-feira, 27, começam as obras de reparo na cabeceira da Ponte do Hilário (divisa Caçapava/Lavras) em um lado da via. As sinalizações de limitação da carga da ponte já estão colocadas.


FONTE: Prefeitura de Lavras do Sul

segunda-feira, 16 de maio de 2016

RSC-473 : Daer mostra serviço realizado entre Lavras do Sul e Bagé através do Twitter



O Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) publicou no último dia 12 de maio, em seu twitter, que está realizando serviços de patrolagem e laminação no trecho entre Lavras do Sul e Bagé.



RSC-473 : Daer mostra serviço realizado entre Lavras do Sul e Bagé através do Twitter

O Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) publicou no último dia 12 de maio, em seu twitter, que está realizando serviços de patrolagem e laminação no trecho entre Lavras do Sul e Bagé.

sexta-feira, 1 de abril de 2016

CAMINHOS DO PAMPA: Obras de manutenção nas rodovias que levam à região

Twitter do jornalista João Pedro Lamas, da Gaúcha Santa Maria, nos mostra informações sobre serviços de manutenção que serão realizados pelo DNIT a partir de hoje em rodovias da porção central do Estado, entre elas a BR-290

Ce8y2aeW4AED2uU

segunda-feira, 28 de março de 2016

INFRAESTRUTURA: Reunião do Executivo Municipal sobre a Ponte do Hilário

[gallery ids="8910,8909,8908"]
No dia 17 de março, em Porto Alegre, em reunião com o deputado federal José Otávio Germano, o prefeito Alfredo Borges, solicitou uma audiência no Daer para tratar do problema do tráfego de veículos pesados na Ponte do Hilário.
Apesar da promessa afirmativa do Diretor de Operação Rodoviária, Rogério Uberti, no início da semana passada com o problema não solucionado, Borges solicitou ao prefeito de Caçapava do Sul, OtomarVivian, por também ser de interesse do município vizinho, que intercedesse junto ao Secretário de Obras do Estado, Pedro Westphalen.


Prontamente atendidos, aconteceu na quarta-feira, 23, na Sala Jacques de Souza do Sindicato Rural de Lavras do Sul, reunião com o secretário de obras do Estado, técnicos do Daer, prefeito Alfredo Borges e Otomar Vivian, vice-prefeita Fátima da Rosa Moreira, vereadores de Lavras do Sul, presidente do Sindicato Rural de Lavras do Sul, Ângelo Etchuchury, presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, João Rui Dias Nunes e o presidente do Núcleo Regional de Criadores de Terneiros de Corte, Jacques Brasil de Souza.
A Ponte do Arroio Hilário, construída na década de 30, é essencial para o escoamento da safra. Segundo Borges o acesso sendo limitado prejudica toda a produção do município. De acordo com informações do superintendente do Daer na região, Ricardo Levy, já existe projeto para uma nova ponte, orçado em aproximadamente 2,5 milhões.
Ficou acordado que a ponte será liberada para tráfego de caminhões longos, porém em sistema de monovia, onde cada caminhão deve passar de uma vez, em baixa velocidade. Também, segundo o Secretário Pedro Westphalen, o local será sinalizado e será colocada lombada eletrônica de velocidade.
FONTE: Prefeitura de Lavras do Sul

INFRAESTRUTURA: Reunião do Executivo Municipal sobre a Ponte do Hilário

[gallery ids="8910,8909,8908"]

No dia 17 de março, em Porto Alegre, em reunião com o deputado federal José Otávio Germano, o prefeito Alfredo Borges, solicitou uma audiência no Daer para tratar do problema do tráfego de veículos pesados na Ponte do Hilário.


Apesar da promessa afirmativa do Diretor de Operação Rodoviária, Rogério Uberti, no início da semana passada com o problema não solucionado, Borges solicitou ao prefeito de Caçapava do Sul, OtomarVivian, por também ser de interesse do município vizinho, que intercedesse junto ao Secretário de Obras do Estado, Pedro Westphalen.




Prontamente atendidos, aconteceu na quarta-feira, 23, na Sala Jacques de Souza do Sindicato Rural de Lavras do Sul, reunião com o secretário de obras do Estado, técnicos do Daer, prefeito Alfredo Borges e Otomar Vivian, vice-prefeita Fátima da Rosa Moreira, vereadores de Lavras do Sul, presidente do Sindicato Rural de Lavras do Sul, Ângelo Etchuchury, presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, João Rui Dias Nunes e o presidente do Núcleo Regional de Criadores de Terneiros de Corte, Jacques Brasil de Souza.


A Ponte do Arroio Hilário, construída na década de 30, é essencial para o escoamento da safra. Segundo Borges o acesso sendo limitado prejudica toda a produção do município. De acordo com informações do superintendente do Daer na região, Ricardo Levy, já existe projeto para uma nova ponte, orçado em aproximadamente 2,5 milhões.


Ficou acordado que a ponte será liberada para tráfego de caminhões longos, porém em sistema de monovia, onde cada caminhão deve passar de uma vez, em baixa velocidade. Também, segundo o Secretário Pedro Westphalen, o local será sinalizado e será colocada lombada eletrônica de velocidade.


FONTE: Prefeitura de Lavras do Sul

AddToAny

Mapa (Google Maps)

FONTE: Google Maps.

Conheça Lavras do Sul!

O município gaúcho de Lavras do Sul está localizado a 324 km a sudoeste de Porto Alegre, entre Caçapava do Sul e Bagé, através de acessos pelas rodovias BR-290, BR-392 e ERS-357. Possui 7 679 habitantes, distribuídos em uma área de 2 600 km² (IBGE, 2010). Emancipado de Caçapava em 9 de maio de 1882, foi o único município gaúcho com origem na mineração do ouro. Possui as denominações carinhosas de "Pepita do Rio Grande" e "Terra do Ouro". Na atualidade, a economia se baseia na pecuária (principalmente bovinos e ovinos), comércio, fruticultura, lãs, indústrias artesanais e turismo. Tem como atrações turísticas principais a Igreja Matriz de Santo Antônio, a Praça Licinio Cardoso e o Camping Municipal (ou Praia do Paredão). O Carnaval lavrense é um dos maiores do Rio Grande do Sul e do Interior Brasileiro. Além do Carnaval, são realizadas as mais diversas festas e eventos ao longo do ano. Tudo consequência da alegria, da tranquilidade, da hospitalidade e da receptividade do povo lavrense.
A Sede está situada na latitude de 30°48’41”S e longitude 53°54’02” O. São dois os Distritos: o primeiro, Sede, com 1.240 km² aproximadamente; e o segundo, o Ibaré, com 1.360 km² aproximadamente.
A altitude média é de 300 metros acima do nível do mar (oficialmente ela está em 277 metros), mas em vários pontos, chega a 400, 450 metros. Nas regiões do extremo oeste do município, alcança apenas 98 m nas curvas do Rio Santa Maria.
Faz divisa com sete municípios: Vila Nova do Sul e Santa Margarida do Sul (norte), São Gabriel (norte e noroeste), Dom Pedrito (oeste, sul e sudoeste), Bagé (sudeste), Caçapava do Sul (leste e nordeste) e São Sepé (nordeste e norte). Até os anos 1980, havia uma pequena divisa com Rosário do Sul, que foi extinta devido a anexações aos municípios de Dom Pedrito e São Gabriel. O perímetro aproximado de divisas de Lavras do Sul é de 380 km. A distância entre os extremos leste-oeste é de cerca de 120 km.
Lavras do Sul está situada a 2.431 km de Brasília, Capital do Brasil, e a 641 km de Montevidéu, Capital do Uruguai. Localiza-se na faixa de fronteira.

SEJAM BEM-VINDOS(AS) AO BLOG INDEPENDENTE DE LAVRAS DO SUL/RS E REGIÃO. VISITEM NOSSA CIDADE E O PAMPA GAÚCHO EM QUALQUER ÉPOCA DO ANO. TRABALHAMOS DESDE 2007 E LEVAMOS QUALIDADE E CARINHO A ESTA TERRA PELAS ONDAS DA INTERNET. FIQUEM À VONTADE E SIGAM CONOSCO!

No Facebook

Postagens mais visitadas