ARTIGO: Os 30 anos de uma das maiores obras literárias de Lavras do Sul/RS

ARTIGO: Os 30 anos de uma das maiores obras literárias de Lavras do Sul/RS
FONTE: Livraria Traça Virtual

Lançada em 1992, pelo escritor Edilberto Teixeira (in memoriam),  "Lavras do Sul, na Bateia do Tempo" por ser considerada a maior obra da literatura brasileira relacionada à Lavras do Sul/RS.

Bastante referenciada em teses, dissertações, trabalhos escolares e de Universidades, sites e revistas, entre outros meios, a obra detalha a formação histórica do município, os dados geográficos e populacionais, curiosidades, personalidades e outros assuntos, em dois volumes e mais de 800 páginas. O livro motivou a criação de novos estudos sobre Lavras do Sul ao longo dos anos.

O sucesso do livro de Edilberto foi tão grande que, atualmente a obra está esgotada para comprar. No entanto, a Casa de Cultura José Néri da Silveira e a Biblioteca Pública do Rio Grande do Sul (em Porto Alegre), tem exemplares para serem consultados.

Edilberto Teixeira nasceu na estância de seu avô em Pontas do Salso, município de São Gabriel, em 1934, filho de Valério Teixeira Neto e Maria Julia Teixeira. Faleceu em 1998. Foi casado com Elba La-Rocca Teixeira e teve cinco filhos: Mariano, Ana Julia, Ana Suely, Rodrigo e Ana Rita. Advogado e agropecuarista, era proprietário da Estância do Capão, em Santa Margarida do Sul. Letrista colaborador de vários Festivais de Música do RS, autor de diversos livros tradicionalistas e do clássico lavrense, de 1992, Lavras do Sul – na Bateia do Tempo.