Visitar Lavras do Sul é se surpreender com um jeito peculiar e simples de levar a vida. Muitas vezes se diz que Lavras do Sul é uma grande família, por conta de sua hospitalidade entre os habitantes e para com os visitantes. Mesmo com seu tamanho de pequeno porte, possui atrações e eventos que atraem pessoas de diversos lugares e de todos os estilos, em todas as épocas do ano. Conhecendo Lavras do Sul, tu irás te surpreender. ///// Localizado na mesorregião do Sudoeste Rio-grandense e na microrregião da Campanha Meridional, a 320 quilômetros via rodoviária da Capital do Estado do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, o município de Lavras do Sul foi fundado em 9 de maio de 1882, emancipando-se de Caçapava do Sul. É o único município gaúcho com origem na mineração e na extração do ouro, mineral outrora abundante na região. Segundo dados do Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2010, a população era de 7.679 habitantes. Seu território se estende por 2.600 km² e, as Coordenadas Geográficas da zona urbana são 30° 48' 41” S, 53° 54' 02” O. Divide-se em dois distritos: Sede (a leste) e Ibaré (a oeste).

Previna-se contra o Coronavírus

Previna-se contra o Coronavírus
Fique em casa e saia apenas em casos de extrema necessidade, usando a máscara

quinta-feira, 14 de maio de 2020

PERSONALIDADES: Missão da ONU, premiada com o Nobel da Paz em 1988, teve presença de lavrense

O lavrense Sérgio Chaves participou da última missão da ONU, nas Forças de Paz que serviram na Faixa de Gaza. Ao Panorama Lavrense, ele conta que esteve no meio do conflito, na Guerra dos Seis Dias, em junho de 1967, na missão do Canal de Suez, no Egito. Em 1988, os participantes desta missão, e também de demais forças de manutenção da paz, receberam, da ONU, as medalhas de Nobel da Paz.

Ao longo de sua trajetória, Sérgio também foi radialista, âncora de telejornal e tem também um trabalho bastante relevante na área da gastronomia, além de participar de primeira edição da Ovinofest, em 2013. Reside atualmente em Caxias do Sul. 

Esta é uma informação pouco conhecida dos gaúchos, mas que é bem interessante de ser compartilhada.

FOTO: Arquivo pessoal (Facebook).




AddToAny