Links informativos

//// Visitar Lavras do Sul é se surpreender com um jeito peculiar e simples de levar a vida. Muitas vezes se diz que Lavras do Sul é uma grande família, por conta de sua hospitalidade entre os habitantes e para com os visitantes. Mesmo com seu tamanho de pequeno porte, possui atrações e eventos que atraem pessoas de diversos lugares e de todos os estilos, em todas as épocas do ano. Conhecendo Lavras do Sul, tu irás te surpreender. ///// Localizado na mesorregião do Sudoeste Rio-grandense e na microrregião da Campanha Meridional, a 320 quilômetros via rodoviária da Capital do Estado do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, o município de Lavras do Sul foi fundado em 9 de maio de 1882, emancipando-se de Caçapava do Sul. É o único município gaúcho com origem na mineração e na extração do ouro, mineral outrora abundante na região. Segundo dados do Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2010, a população era de 7.679 habitantes. Seu território se estende por 2.600 km² e, as Coordenadas Geográficas da zona urbana são 30° 48' 41” S, 53° 54' 02” O. Divide-se em dois distritos: Sede (a leste) e Ibaré (a oeste).

sexta-feira, 25 de julho de 2014

FEIRA DO LIVRO: O processo de produção de um livro


Um livro é feito com romances, dramas, biografia, poesias, etc. Isto escrito em caracteres que são as letras, que formam as palavras, frases, períodos e sentimentos, muito sentimentos, sonhos, realidades, aliás todos os sentimentos do mundo. Tudo isso é impresso em papel que é feito de celulose e que é retirada da madeira. É corta-se árvores para fazer livros é uma pena, né. Mas o papel de que é feito o livro, atualmente, vem de plantações de extração de madeira como o pinus, o eucalipto, etc. Não destrói-se mais florestas para se fazer um livros mas as terras antes eram recobertas por florestas, mas já faz longos tempos que cortaram-se estas florestas.

Escrever um livro é relativamente algo fácil, mas a publicação no Brasil já é outra história. Digamos que, é financeiramente algo muito caro em relação ao número inferior de leitores críticos. Por isso, a primeira etapa da produção de um livro, é a análise de conteúdo, que irá determinar se o livro é “bom” ou “ruim” para a publicação. A editora, no caso, não irá pegar um livro que considere “ruim”, pois não terá perspectiva de venda.

A análise de conteúdo (ou análise do original) é feita geralmente pelos editores chefes. É analisado desde a quantidade de páginas (sim, pois o custo de produção é diretamente proporcional à tiragem e ao número de páginas), conteúdo direcionado ao público certo da editora, até adequações de escrita, etc.

Se o livro estiver dentro dos padrões editoriais da editora, o original é aceito e então são feitas todas as negociações e esclarecimentos para o autor, contratos, porcentagem de direitos autorais e entre outras coisinhas que, cada editora tem como particularidade.

Então, começa a produção do livro, com a revisão e a diagramação. A revisão é divida em duas etapas: a primeira é feita com copidesque, que é um ajuste no texto, tentando arrumar frases que de repente ficaram estranhas, fazendo a adequação dos termos utilizados, etc. Depois é feita a revisão de erros ortográficos e de digitação, que são frequentes, já que quem escreve, é tão familiarizado com o texto que não vê os erros. Só então começa a diagramação (ou editoração), em que são definidos todos os aspectos visuais dos textos e das imagens no livro. São feitos ajustes no posicionamento do texto, do sumário, da numeração das páginas.

Depois do conteúdo ajustado e pronto, é feito o trabalho artístico do livro, a capa! Sim, todos nós julgamos um livro pela capa. Se vemos uma capa interessante numa livraria, logo pegamos o livro nas mãos e só depois vamos ler a sinopse. E as editora sabem muito bem disso, por isso é feito um trabalho bem especial com a arte nos livros. A capa, feita por designers, precisa chamar o leitor, mesmo que não demonstre tão explicitamente o conteúdo do livro.

Ah, sim! Sem esquecer que, depois do livro estar revisado, é feito o registro na Biblioteca Nacional, recebendo o código ISBN (International Standard Book Number), que é obrigatório e é a identidade do livro. É o tal do código de barras e a também a ficha catalográfica, contendo todos os dados necessários.

Após ter tudo definido, o livro é mandado para a gráfica, com um número de tiragem, textura da capa, tipo de papel… Tudo definido pela editora. Também, nessa etapa é organizada a distribuição da obra nas livrarias. Geralmente, a editora tem sua distribuidora, que seleciona um determinado número de obras e coloca em cada livraria. E desde então, é organizado a divulgação da obra. Promoções, e-mails, redes sociais, pré-venda, book trailer… Tudo é feito para que o lançamento – feito em alguma livraria com noite de autógrafos- seja um sucesso e que a venda seja imediata.

Todas essas etapas são feitas, geralmente, para um autor nacional e/ou que não foi “descoberto”. Para autores internacionais o processo é um pouco diferente. No caso do Nicholas Sparks, por exemplo, suas obras são leiloadas para outros editores. Sim! Há um leilão de obras internacionais e quem der mais, leva a publicação. Mais ou menos assim, não são exatamente todos os autores, já que Dan Brown foi descoberto e feito as negociações com seu agente literário (que é uma profissão muito comum lá fora), e então foi publicado no Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AddToAny

Conheça Lavras do Sul!

O município gaúcho de Lavras do Sul está localizado a 324 km a sudoeste de Porto Alegre, entre Caçapava do Sul e Bagé, através de acessos pelas rodovias BR-290, BR-392 e ERS-357. Possui 7 679 habitantes, distribuídos em uma área de 2 600 km² (IBGE, 2010). Emancipado de Caçapava em 9 de maio de 1882, foi o único município gaúcho com origem na mineração do ouro. Possui as denominações carinhosas de "Pepita do Rio Grande" e "Terra do Ouro". Na atualidade, a economia se baseia na pecuária (principalmente bovinos e ovinos), comércio, fruticultura, lãs, indústrias artesanais e turismo. Tem como atrações turísticas principais a Igreja Matriz de Santo Antônio, a Praça Licinio Cardoso e o Camping Municipal (ou Praia do Paredão). O Carnaval lavrense é um dos maiores do Rio Grande do Sul e do Interior Brasileiro. Além do Carnaval, são realizadas as mais diversas festas e eventos ao longo do ano. Tudo consequência da alegria, da tranquilidade, da hospitalidade e da receptividade do povo lavrense.
A Sede está situada na latitude de 30°48’41”S e longitude 53°54’02” O. São dois os Distritos: o primeiro, Sede, com 1.240 km² aproximadamente; e o segundo, o Ibaré, com 1.360 km² aproximadamente.
A altitude média é de 300 metros acima do nível do mar (oficialmente ela está em 277 metros), mas em vários pontos, chega a 400, 450 metros. Nas regiões do extremo oeste do município, alcança apenas 98 m nas curvas do Rio Santa Maria.
Faz divisa com sete municípios: Vila Nova do Sul e Santa Margarida do Sul (norte), São Gabriel (norte e noroeste), Dom Pedrito (oeste, sul e sudoeste), Bagé (sudeste), Caçapava do Sul (leste e nordeste) e São Sepé (nordeste e norte). Até os anos 1980, havia uma pequena divisa com Rosário do Sul, que foi extinta devido a anexações aos municípios de Dom Pedrito e São Gabriel. O perímetro aproximado de divisas de Lavras do Sul é de 380 km. A distância entre os extremos leste-oeste é de cerca de 120 km.
Lavras do Sul está situada a 2.431 km de Brasília, Capital do Brasil, e a 641 km de Montevidéu, Capital do Uruguai. Localiza-se na faixa de fronteira.

SEJAM BEM-VINDOS(AS) AO BLOG INDEPENDENTE DE LAVRAS DO SUL/RS E REGIÃO. VISITEM NOSSA CIDADE E O PAMPA GAÚCHO EM QUALQUER ÉPOCA DO ANO. TRABALHAMOS DESDE 2007 E LEVAMOS QUALIDADE E CARINHO A ESTA TERRA PELAS ONDAS DA INTERNET. FIQUEM À VONTADE E SIGAM CONOSCO!

No Facebook

Postagens mais visitadas