Links informativos

//// Visitar Lavras do Sul é se surpreender com um jeito peculiar e simples de levar a vida. Muitas vezes se diz que Lavras do Sul é uma grande família, por conta de sua hospitalidade entre os habitantes e para com os visitantes. Mesmo com seu tamanho de pequeno porte, possui atrações e eventos que atraem pessoas de diversos lugares e de todos os estilos, em todas as épocas do ano. Conhecendo Lavras do Sul, tu irás te surpreender. ///// Localizado na mesorregião do Sudoeste Rio-grandense e na microrregião da Campanha Meridional, a 320 quilômetros via rodoviária da Capital do Estado do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, o município de Lavras do Sul foi fundado em 9 de maio de 1882, emancipando-se de Caçapava do Sul. É o único município gaúcho com origem na mineração e na extração do ouro, mineral outrora abundante na região. Segundo dados do Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2010, a população era de 7.679 habitantes. Seu território se estende por 2.600 km² e, as Coordenadas Geográficas da zona urbana são 30° 48' 41” S, 53° 54' 02” O. Divide-se em dois distritos: Sede (a leste) e Ibaré (a oeste).

terça-feira, 3 de dezembro de 2013

NOSSO MUNICÍPIO: Texto 2 - História de Lavras do Sul


Em 2013, ocorreu um fato histórico em Lavras do Sul: Fátima Rosa Moreira, Vice-Prefeita, foi a primeira mulher a assumir o executivo lavrense, de forma interina

 A história de Lavras do Sul está muito ligada à existência das ricas jazidas de ouro, sendo assim o único município do Estado surgido e formado em torno deste mineral. Há uma identificação de mais de 250 anos com a mineração, o que fez com que Lavras recebesse o cognome de “Terra do Ouro”.
As terras lavrenses pertenciam, originalmente, a Rio Pardo, e depois a Cachoeira do Sul e a Caçapava do Sul. Documentos mostram que, durante a Revolução Farroupilha, em 1835, Lavras acabou por tornar-se quarto distrito de Nossa Senhora de Assunção de Caçapava (atual Caçapava do Sul). Este distrito englobava também os atuais municípios de São Sepé e Santana da Boa Vista.

As primeiras construções de que se tem notícia no Município estão localizadas onde hoje funciona a Padaria Três Estrelas (esquina das Ruas Dr. Pires Porto e Maria Barcellos) e a próximo à Ótica Magic (esquina das ruas Dr. João Bulcão e Santo Antônio). Consolidadas a partir de 1849, as primeiras construções de alvenaria não obedeciam a um traçado urbano regular.

A fundação de Lavras do Sul (elevação de freguesia à Vila) ocorreu no dia 9 de maio de 1882, uma terça-feira, com a denominação Vila de Santo Antônio das Lavras. Esta data é considerada a emancipação oficial do Município. Após 56 anos, em 1938, recebeu a condição de cidade.

O nome oficial Lavras do Sul foi definido em 29 de dezembro de 1944. O curioso é que o nome da cidade quase se tornou Araíuba (“lugar do ouro”), por conta de um decreto do Governo na época, que disciplinava os nomes das cidades de acordo com suas origens e descendências, ideia que acabou sendo engavetada.

A primeira grande companhia de extração de ouro surgiu no Município em 1875, a Gold Mining Company, de capital inglês, responsável por um grande crescimento e progresso. Funcionou por mais de uma década, tendo os minerais extraídos no solo lavrense cotados como capital na Bolsa de Valores de Londres.

"No fim do século XVIII já havia garimpagem na região. A tradição oral, sem que se tenha algum documento que comprove, conta que nos primórdios da mineração foi descoberta uma grande pepita de ouro com o formato da imagem de Santo Antônio, num remando do arroio Camaquã, que hoje banha a cidade. Por essa razão aquela garimpagem recebeu o nome da Santo Antônio das Lavras ficando como padroeiro da localidade o milagroso santo." (Centenário Lavras do Sul. Comissão Central das Comemorações do Centenário de Lavras do Sul. Bagé: Quadra, 1982).

Lavras do Sul no início de sua colonização - FONTE: Casa de Cultura José Néri da Silveira

Lavras do Sul é o único município gaúcho com origem na mineração e na extração de ouro, através de um acampamento mineiro situado às margens do arroio Camaquã da Lavras (um dos formadores do Rio Camaquã, que desemboca na Laguna dos Patos) para a exploração das pepitas de ouro depositadas naturalmente no leito do rio. Há registros de que o ouro do território onde hoje localiza-se o município foi explorado por europeus e canadenses.

As disputas pelas terras conquistadas por Portugal e Espanha originaram tratados de limites como os de Madri e de Santo Ildefonso que tiveram suas linhas determinadas em documentos e posteriormente demarcadas, pois a linha do Tratado de Santo Ildefonso curiosamente faz uma curva sobre o território do município e as linhas dois dois tratados unem-se justamente sobre o território de Lavras, formando assim um vértice histórico.

Em função da descoberta e busca desse mineral, a região atraiu colonizadores portugueses, belgas e espanhóis no final do século XVIII. Com a exploração aurífera, formou-se um núcleo populacional, que deu origem a cidade, desmembrada originalmente das terras de Rio Grande e Rio Pardo. Emancipou-se de Caçapava do Sul, em 9 de maio de 1882, através da Lei Estadual Nº 1364. É, por ordem de criação, o 54º município gaúcho. Por conta do auge econômico da mineração do ouro na década de 1930, a cidade, que atualmente tem cerca de 8 000 habitantes, chegou a ter o dobro da população. O nome da cidade deriva da divisão de glebas destinadas à mineração (lavra) do ouro. Ao nome "Lavras" adicionou-se a expressão "do Sul", por já existir um cidade denominada Lavras, em Minas Gerais.

 Datas-chave de Lavras do Sul:
* 1825 (data provável): início oficial da formação e colonização do município.
* 13/11/1847: elevação de Lavras à categoria de freguesia.
* 09/05/1882: Lavras é elevada a categoria de vila e município.
* 21/03/1939: a sede do município foi elevada à cidade.

A lenda que deu origem à colonização de Lavras do Sul: Um garimpeiro teria achado uma pepita grande de ouro com o formato da imagem de Santo Antônio, às margens do arroio Camaquã das Lavras. Espalhada a notícia sobre a ocorrência desse mineral na região, muitos aventureiros perceberam a semelhança do solo local com as terras de Mato Grosso e Minas Gerais. Em 1796, a primeira descoberta de ouro em lavras aconteceu, dando origem ao início da colonização do município e à exploração da mineração aurífera, por ingleses e belgas. Embora o povoamento tenha se estabelecido em 1825, espanhóis, portugueses, índios e bandeirantes paulistas, além das nacionalidades que já estavam na região, foram para a região atraídos pela quantidade de ouro existente.

Arqueologia

Em 2004, durante um relatório de impacto ambiental para a implantação de um aterro sanitário nos arredores da sede municipal, foram descobertos vestígios de uma pequena ocupação humana de caçadores e coletores de origem pré-histórica, caracterizando-se no primeiro sítio arqueológico descoberto em Lavras do Sul. A responsável por esse trabalho é a professora Gislene Monticelli, do curso de História da Ulbra Canoas. O local, situado junto à estrada para São Gabriel, no “Prado” , tem em torno de cinco hectares de extensão, no topo de uma colina com uma altitude aproximada de 400 metros.

Artefatos de matéria-prima lítica foram encontrados em área aproximadamente plana, junto a algumas rochas (...) (MONTICELLI, 2005). Vários artefatos pré-históricos foram identificados pela arqueóloga, entre os quais lascas, microlascas, projéteis e outros materiais de uma possível “oficina lítica”, que estavam expostos superficialmente, sem que se interferisse no subsolo. Mais evidências podem ser detectadas em novas oportunidades de pesquisa, com maiores informações e detalhes.

Segundo a Prefeitura, há a possibilidade de o local do aterro sanitário ser alterado, a fim de garantir a preservação do sítio. Com isso, a comunidade lavrense poderá, através de capacitação de professores, visitação de escolas e da comunidade e desenvolvimento de oficinas para fins de preservação do patrimônio, valorizar este tesouro arqueológico que surge em terras lavrenses.

Formação administrativa

Abaixo, seguem informações retiradas da Biblioteca do IBGE, sobre a formação administrativa e política de Lavras do Sul:
* Distrito criado com a denominação de Lavras, por lei provincial nº 82, de 13-11-1847, criado também por ato municipal nº 16, de 12-10-1896, no município de Caçapava.
* Elevado à categoria de vila com a denominação de Lavras, por lei provincial nº 364, de 09-05-1882, desmembrado de Caçapava. Constituído do distrito sede. Instalado em 28-01-1893.
* Por ato municipal nº 16, de 12-10-1896, é criado o distrito de Jaguari e anexado ao município de Lavras.
* Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município é constituído de 2 distritos: Lavras e Jaguari. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 31-XII-1936.
* Em divisão territorial datada de 31-XII-1937, o município aparece constituído de 2 distritos: Lavras e Ibaré. Não aparecendo o distrito de Jaguari.
* No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 2 distritos: Lavras e Ibaré.
* Pelo decreto-lei estadual nº 720, de 29-12-1944, o município de lavras passou a denominar-se Lavras do Sul.
* Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 2 distritos: Lavras do Sul e Ibaré. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.
* A alteração toponímica (nome) de Lavras para Lavras do Sul foi promulgada através do decreto-lei estadual nº 720, de 29-12-1944.
 
Cronologia

A seguir, de fonte do livro Das Lavras e Nós, de Toti Teixeira, com informações complementares do autor do blog, confira uma cronologia com os principais fatos da história de Lavras do Sul.

* 1825 - Início da colonização
* 1846 - Inauguração da primeira capela (Santo Antônio Das Lavras)
* 1849 - Primeiras casas de alvernaria
* 1882 - Emancipação (povoado elevado a vila)
* 1887 - Criação do Clube Lavrense
* 1889 - Criação do Clube Mameluco
* 1903 - Criação do Clube União
* 1907 - Inauguração do atual cemitério
* 1909 - Instalação da Gold Mining Company e do primeiro jornal (O Lavrense)
* 1910 - Criação do Clube Recreativo
* 1914 - Entra em circulação o segundo jornal (A Thesoura)
* 1915 - Início da construção de Igreja Matriz de Santo Antônio
* 1916 - Instalação do serviço de telefonia
* 1917 - Inauguração da Igreja Matriz de Santo Antônio
* 1922 - Início da construção do Clube Comercial
* 1924 - Visita do General Honório Lemos
* 1925 - Inaugurada a ponte sobre o Arroio Camaquã das Lavras
* 1926 - Construção do Estádio Municipal
* 1926 - Instalação do 13º RCI
* 1929 - Instalação do primeiro cinema
* 1930 - Fundação do Grupo dos Relaxados
* 1933 - Construção da Praça da Matriz (atual Praça Licínio Cardoso)
* 1935 - Construção da ponte sobre o Camaquã Hilário
* 1936 - Fundação da Associação Rural
* 1937 - O Quartel é desativado
* 1938 - Realização do primeiro carnaval do Vae de Qualquer Geito
* 1939 - Reforma do Clube para a posição leste concluída. Neste ano, passa a se chamar Clube Comercial
* 1941 - Construção do Grupo Escolar Pedro Américo
* 1944 - A Vila adota nome de Lavras do Sul
* 1945 - Realzada a primeira Exposição-Feira
* 1947 - Construção da Casa Rural
* 1947 - Reforma do Clube para a posição sul concluída
* 1949 - Início da construção do Hospital
* 1951 - Realização da primeira Festa do Trigo
* 1954 - Inauguração da Cadeia Civil
* 1955 - Início da Hidráulica da Corsan
* 1956 - Instalação do Ginásio Municipal
* 1957 - Ponte de concreto sobre o Camaquã das Lavras
* 1959 - Primeira Expo-Feira no Parque de Exposições Olavo de Almeida Macedo
* 1960 - Obras de Breno Bulcão
* 1964 - Obras de Dante La-Rocca
* 1967 - Transformação da Associação Rural em Sindicato
* 1973 - Obras de Adão Teixeira da Silveira
* 1977 - Obras de Ítalo Bayard La-Rocca Teixeira
* 1984 - Obras de Cláudio Teixeira Bulcão
* 1987 - Inauguração da Rádio Pepita FM, a primeira rádio do Município
* 2005 - Revolução da tecnologia no Município: início da Expansão da Internet
* 2008 - Paulo Alcides Vidal de Souza é o primeiro Prefeito Reeleito pelo voto direto
* 2012 - Alfredo Borges é eleito Prefeito em eleição marcada pela tecnologia e interação nas redes sociais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AddToAny

Conheça Lavras do Sul!

O município gaúcho de Lavras do Sul está localizado a 324 km a sudoeste de Porto Alegre, entre Caçapava do Sul e Bagé, através de acessos pelas rodovias BR-290, BR-392 e ERS-357. Possui 7 679 habitantes, distribuídos em uma área de 2 600 km² (IBGE, 2010). Emancipado de Caçapava em 9 de maio de 1882, foi o único município gaúcho com origem na mineração do ouro. Possui as denominações carinhosas de "Pepita do Rio Grande" e "Terra do Ouro". Na atualidade, a economia se baseia na pecuária (principalmente bovinos e ovinos), comércio, fruticultura, lãs, indústrias artesanais e turismo. Tem como atrações turísticas principais a Igreja Matriz de Santo Antônio, a Praça Licinio Cardoso e o Camping Municipal (ou Praia do Paredão). O Carnaval lavrense é um dos maiores do Rio Grande do Sul e do Interior Brasileiro. Além do Carnaval, são realizadas as mais diversas festas e eventos ao longo do ano. Tudo consequência da alegria, da tranquilidade, da hospitalidade e da receptividade do povo lavrense.
A Sede está situada na latitude de 30°48’41”S e longitude 53°54’02” O. São dois os Distritos: o primeiro, Sede, com 1.240 km² aproximadamente; e o segundo, o Ibaré, com 1.360 km² aproximadamente.
A altitude média é de 300 metros acima do nível do mar (oficialmente ela está em 277 metros), mas em vários pontos, chega a 400, 450 metros. Nas regiões do extremo oeste do município, alcança apenas 98 m nas curvas do Rio Santa Maria.
Faz divisa com sete municípios: Vila Nova do Sul e Santa Margarida do Sul (norte), São Gabriel (norte e noroeste), Dom Pedrito (oeste, sul e sudoeste), Bagé (sudeste), Caçapava do Sul (leste e nordeste) e São Sepé (nordeste e norte). Até os anos 1980, havia uma pequena divisa com Rosário do Sul, que foi extinta devido a anexações aos municípios de Dom Pedrito e São Gabriel. O perímetro aproximado de divisas de Lavras do Sul é de 380 km. A distância entre os extremos leste-oeste é de cerca de 120 km.
Lavras do Sul está situada a 2.431 km de Brasília, Capital do Brasil, e a 641 km de Montevidéu, Capital do Uruguai. Localiza-se na faixa de fronteira.

SEJAM BEM-VINDOS(AS) AO BLOG INDEPENDENTE DE LAVRAS DO SUL/RS E REGIÃO. VISITEM NOSSA CIDADE E O PAMPA GAÚCHO EM QUALQUER ÉPOCA DO ANO. TRABALHAMOS DESDE 2007 E LEVAMOS QUALIDADE E CARINHO A ESTA TERRA PELAS ONDAS DA INTERNET. FIQUEM À VONTADE E SIGAM CONOSCO!

No Facebook

Postagens mais visitadas

Contagens Regressivas