Links informativos

Visitar Lavras do Sul é se surpreender com um jeito peculiar e simples de levar a vida. Muitas vezes se diz que Lavras do Sul é uma grande família, por conta de sua hospitalidade entre os habitantes e para com os visitantes. Mesmo com seu tamanho de pequeno porte, possui atrações e eventos que atraem pessoas de diversos lugares e de todos os estilos, em todas as épocas do ano. Conhecendo Lavras do Sul, tu irás te surpreender. ///// Localizado na mesorregião do Sudoeste Rio-grandense e na microrregião da Campanha Meridional, a 320 quilômetros via rodoviária da Capital do Estado do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, o município de Lavras do Sul foi fundado em 9 de maio de 1882, emancipando-se de Caçapava do Sul. É o único município gaúcho com origem na mineração e na extração do ouro, mineral outrora abundante na região. Segundo dados do Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2010, a população era de 7.679 habitantes. Seu território se estende por 2.600 km² e, as Coordenadas Geográficas da zona urbana são 30° 48' 41” S, 53° 54' 02” O. Divide-se em dois distritos: Sede (a leste) e Ibaré (a oeste).

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

PAMPA GAÚCHO: Empresa da Alemanha fará investimentos em energia eólica em Caçapava do Sul

Região de Caçapava do Sul e Pampa Gaúcho tem grande potencial para a instalação de usinas eóloicas, devido  aos grandes volumes de ventos que circulam na área

Na manhã desta segunda-feira, dia 03, esteve reunido com o Prefeito eleito de Caçapava do Sul, Otomar Vivian, o representante da empresa Alemã, Innovent/Forza Energias, empresário João Brisolin, para apresentar ao futuro mandatário o projeto da empresa sobre o investimento em energia eólica em Caçapava do Sul. Participaram também do encontro o engenheiro Manoel Fonseca e Gustavo Teston. A informação é da Assessoria de Imprensa do futuro governo.

Segundo o empresário, Caçapava está incluída no mapa de energia eólica criado no Rio Grande do Sul, pela então na época Secretária de Minas e Energia, Dilma Roussef, por tanto, o município possui o potencial ideal planejado pela empresa para este investimento.

Desta forma, no inicio de janeiro, o Prefeito fará uma carta de intenções dirigida ao Ministério de Minas e Energia, para demonstrar o interesse em participar deste projeto que está sendo incentivado pelo governo. Diante desta carta ao Ministério, a empresa instalará no inicio do ano, uma torre de medição na região do Cerro dos Vargas, na propriedade de Manoel Fonseca, onde ficará exposta durante um ano para avaliação do clima, principalmente das condições do vento.

Os técnicos da empresa colocaram sensores na torre nos  80 metros de altura, até os 120 metros, em um espaço de 10 metros, para avaliar durante 365 dias se existe mais de 30% de vento constante na região. 

Após este período e se a região for aprovado, começa a instalação do parque eólico no município, através de pessoas que estarão dispostas a colocar em pratica este projeto, com todo o apoio técnico da empresa, onde após instalado o parque, o governo federal compra toda a energia. Segundo Bersolini, um parque eólico possui cerca de 30 torres produzindo cerca de 70 mega wat, o que daria para abastecer aproximadamente 900 mil residências, ou direcionar a energia que será pura, para as industrias.

O Governo Federal está investindo na energia eólica porque se o Brasil continuar crescendo neste ritimo até 2016 haverá um colapso na energia, ainda mais que a Argentina irá parar de vender energia para o Brasil, com isso, a União está encontrando na energia eólica uma das saídas para manter normalizado o consumo no País.

Para Caçapava do Sul segundo o Prefeito eleito o salto será muito grande, porque só no retorno de ICMS o município pode receber uma quantia expressiva por mês, “um exemplo claro disso é  Osório, onde após a instalação do parque no município a cidade cresceu rapidamente, principalmente pelo retorno de ICMS”, disse Otomar.

Na primeira parte a Prefeitura irá colaborar na instalação da torre de medição e após fará o trabalho junto com a empresa para começar o projeto através de parceiros.    

“Investimento em energia eólica é uma questão estratégica para garantir o fornecimento de energia, não só para consumo residencial mas especialmente atração de novos investimentos visando a geração de emprego e renda. Sem falar que a energia eólica e pura e vai contribuir muito para o meio ambiente ”, finaliza o Prefeito eleito.

Lorenzo Stefani
05/12/2012 16:21

FONTE: Farrapo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AddToAny

No Facebook

Postagens mais visitadas