Sejam bem-vindos ao site independente em homenagem a Lavras do Sul, a eterna "Terra do Ouro"! Visite nosso Município em qualquer época do ano. ///// Lavras do Sul é um município brasileiro localizado no Rio Grande do Sul e pertencente à mesorregião do Sudoeste Rio-grandense e à microrregião da Campanha Meridional. Conta com as águas da Bacia do Rio Camaquã e do Rio Santa Maria. Faz divisa territorial com os municípios de Caçapava do Sul (L, NE), Bagé (SE), Dom Pedrito (O, S, SO), São Gabriel (N, NO) e Vila Nova do Sul, Santa Margarida do Sul e São Sepé (N). Localiza-se no Escudo Sul-Rio-grandense, apresentando um solo rochoso, de origem pré-cambriana, e rochas sedimentares. Apresenta terras que alcançam os 450 metros acima do nível do oceano. Apresenta vegetação variada ao longo de seu território, desde campos mistos com arbustos, até campos limpos e planícies onde se praticam a cultura do arroz, já na porção oeste do município, na divisa com Dom Pedrito. Lavras do Sul possui 7.679 habitantes, segundo estimativas do IBGE, em 2010 e está distante 320 km da Capital gaúcha, Porto Alegre. As principais atividades econômicas do município são a mineração (que está praticamente desativada, embora hajam jazidas de calcário e fosfato em pesquisa), a agropecuária, a agroindústria, o artesanato, o comércio e o turismo. Possui um dos mais tradicionais carnavais do interior gaúcho, além de realizar diversos eventos o ano todo.

Apoiador


Lavras do Sul, Rio Grande do Sul, Brasil
   00:00:00
blogpanoramalavrense@gmail.com
Perfil no Facebook
LIVRO DIGITAL DO PANORAMA LAVRENSE
COM OS ASPECTOS DO MUNICÍPIO

LIVRO DIGITAL SOBRE O COREDE CAMPANHA

A Imagem do Dia (18/07/17)

A Imagem do Dia (18/07/17)
Termômetro do centro de Lavras do Sul marca -3°C por volta das 6h de hoje (18/07) - Foto: Fernando Kluwe

sexta-feira, 30 de junho de 2017

PAMPA GAÚCHO: Mineração no Rio Camaquã promove debate na região



A exploração de minérios na região do Rio Camaquã provoca debate no Rio Grande do Sul, divide opiniões e é discutido em audiências públicas nos municípios da Campanha Gaúcha.

De um lado estão os que defendem o desenvolvimento econômico da região; de outro, o grupo que é contra a mineração teme prejuízos ambientais.

A justificativa dos que tem posição a favor dos projetos de mineração, que contemplam empreendimentos em Lavras do Sul, Caçapava do Sul e outros pontos da região, é de que serão utilizadas técnicas de engenharia e gestão ambiental avançadas no mundo e que a água utilizada no processo será tratada e reutilizada. 

Já os que se posicionam contrários a instalação dos projetos de mineração da região justificam que em todos os lugares onde há mineração a céu aberto, há uma desconfiguração da produção primária; ainda, justificam que algumas das minas ficariam localizadas nas cabeceiras de várias nascentes, o que comprometeria a qualidade da água.

Desde o anúncio da instalação das minas, diversas audiências públicas são realizadas para debater esta questão.

O Panorama Lavrense seguirá acompanhando este debate, de uma forma isenta, uma vez que possui internautas que se posicionam a favor e contra a instalação dos empreendimentos na região e, também, para evitar sobressaltos com os mesmos.

Matéria inspirada em reportagem do G1 RS, publicada em 7 de abril de 2017.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Mapa (Google Maps)