Pesquisar este blog

Telefones úteis

VISITE LAVRAS DO SUL EM QUALQUER ÉPOCA DO ANO ///// Localizado na mesorregião do Sudoeste Rio-grandense e na microrregião da Campanha Meridional, a 320 quilômetros via rodoviária da Capital do Estado do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, o município de Lavras do Sul foi fundado em 9 de maio de 1882, emancipando-se de Caçapava do Sul. É o único município gaúcho com origem na mineração e na extração do ouro, mineral outrora abundante na região. Segundo dados do Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2010, a população era de 7.679 habitantes. Seu território se estende por 2.600 km² e, as Coordenadas Geográficas da zona urbana são 30° 48' 41” S, 53° 54' 02” O. Divide-se em dois distritos: Sede (a leste) e Ibaré (a oeste).
Confira site especial com conteúdos adicionais
sobre Lavras do Sul

sexta-feira, 8 de abril de 2016

ARQUITETURA: Conheça a história do Casarão de 1913, no Centro de Lavras do Sul

Essa casa é linda, faz parte do imaginário de muita gente que antes de 1997, quando o casarão foi adquirido e reformado pela Prefeitura, era dita assombrada, cheia de mistérios que instigavam a gurizada a invadir a casa atrás de um fantasma... coisas de crianças. O Casarão de 1913 é um dos exemplares com paredes de escaiolas, algo raro, já que a maioria das casas com essa técnica fora pintada porque as pessoas achavam feias as paredes antigas e com rachaduras. Esse é o resultado da falta de educação patrimonial. Felizmente a "casa assombrada" tornou-se uma belíssima escola de educação infantil, preservando suas características arquitetônicas. De quem era? Juca Souza. Mas depois que uma de suas filhas, Ema, casou-se com o Gen. Eurico Torgo, ficou conhecida como a casa das Torgo.

FONTE DAS INFORMAÇÕES: Rota do Ouro (Facebook)

IMG_20131230_204205

Um comentário:

  1. Era triste vê-lo emparedado, a porta d frente havia sido substituída por uma parede de tijolos para impedir a entrada dos vândalos. Daí Fabiane Krause e eu sonhamos em colocar ali um Centro de Alfabetização trazendo àquela casa: vida, música, conhecimento e energia: fomos até o Prefeito Bayard e pedimos, não houve o mínimo de resistência e a casa foi reformada e aberta às crianças do então Projeto Lavrense de Alfabetização. Tudo adequado, pintado, jardim reformado, cores, vida enfim e aí está a escola funcionando, Graças a Deus.
    Maria da Graça

    ResponderExcluir

AddToAny